Super Smash Bros. Brawl

É um jogo de luta crossover, envolvendo personagens de franquias diferentes, desenvolvido pela Sora Ltd. e publicado pela Nintendo para o Wii.

Super Smash Bros. Brawl É o terceiro jogo da franquia Super Smash Bros., expandindo sua lista de personagens em relação ao antecessor e sendo o primeiro da série a incluir personagens de third-parties. Com novos estágios, modos de jogo e extras, foi aclamado pela mídia, vendeu mais de 8,4 milhões de cópias no mundo e tornou-se o segundo jogo mais vendido de 2008.

Como seus dois antecessores, Super Smash Bros. Brawl é considerado como uma exceção em jogos de luta por causa de seu método simplificado de comandos e ênfase em nocautes para fora da arena. Brawl também inclui um modo solo mais arrojado que os antecessores, com a criação do novo modo de aventura em side-scrolling, The Subspace Emissary.

Este tem como principal característica a história em CGI apresentando os personagens jogáveis de Brawl. O título dá suporte a até quatro jogadores de uma vez, além de ser compatível com a conexão à Nintendo Wi-Fi Connection. A maior parte das músicas do jogo são arranjos de temas de jogos anteriores de outras franquias, feitos por 39 renomados músicos de várias empresas de video games.

Super Smash Bros. Brawl foi anunciado em uma conferência pré-E3 de 2005 pelo presidente da Nintendo Satoru Iwata. Mais tarde no mesmo dia, Iwata pediu ao diretor dos dois outros games da série, Masahiro Sakurai, que também dirigisse o terceiro game, aceitando.

Quando a produção do jogo começou em Outubro de 2005, a Nintendo listou a ajuda de produtores estrangeiros especialmente para Brawl. Na E for All de 2007, o presidente da Nintendo of America, Reggie Fils-Aime, disse que Brawl seria lançado em Dezembro daquele ano nas Américas. O lançamento seria adiado para 10 de Fevereiro de 2008 e depois para 9 de Março do mesmo ano.

Desenvolvimento


Na conferência pré-E3 de 2005, o presidente da Nintendo, Satoru Iwata, anunciou que o próximo game da série Super Smash Bros. não só estaria em desenvolvimento logo, como também poderia ser um game de lançamento do Wii com compatibilidade online. O anunciamento foi uma surpresa para Masahiro Sakurai, criador da série. Em 2003, Sakurai deixou a HAL Laboratory, a empresa encarregada de produzir os jogos da série e não foi informado da intenção da Nintendo em lançar um terceiro game, embora Iwata dissera a Sakurai, logo após sua saída da HAL Laboratory, que se um outro título da série fosse produzido, ele gostaria que Sakurai fosse o diretor. Sakurai só tornou-se o diretor do jogo após a conferência de 2005, quando foi convidado à sala de Iwata para produzir o novo jogo. Sakurai aceitou dirigir o jogo, sendo o único membro na produção até Outubro de 2005.

O desenvolvimento do novo jogo começou neste mês, quando a Nintendo abriu um novo escritório em Tóquio apenas para sua produção. A empresa, a Sora, Ltd., teve a ajuda de vários produtores de outras empresas, tais como a Game Arts e a Monolith Soft. Sakurai disse que essas pessoas gastaram muito tempo jogando Super Smash Bros.

Melee e foi dada à equipe o acesso a todo o material original e materiais de produção de Melee. Em adição, vários produtores dos outros dois jogos da série que residiam perto do local do novo estúdio se juntaram à produção de Brawl.

O game estava ausente na conferência Pré-E3 do Wii de 2006. No dia seguinte, em Maio, o primeiro trailer foi revelado, junto com o nome oficial Super Smash Bros. Brawl. Em uma entrevista, Sakurai falou que o uso dos movimentos do controle do Wii poderiam estar ausentes, argumentando que a implementação de muitos movimentos poderiam atrapalhar o jogo. Porém, Sakurai disse que sua idéia era incluir compatibilidade online desde o início, de acordo com os planos da Nintendo no Wii, embora algo como um ranking mundial estivesse fora de cogitação.

Em uma partida-teste entre Sakurai e o game designer Hideo Kojima, criador da série Metal Gear, este falou que o jogo era completo e que a Nintendo poderia lançá-lo no mercado para vender milhões de cópias. Com isso, o site Smash Bros. DOJO!! começou a ter atualizações diárias todos os dias úteis a partir de 22 de Maio de 2007, indo até 14 de Abril de 2008.

Na conferência para a imprensa na E3 de 2007, o presidente da Nintendo of America, Reggie Fils-Aime, que o lançamento de Brawl se daria em 3 de Dezembro daquele ano nas Américas. Porém, dois meses antes desta data, a equipe de desenvolvimento pediu mais tempo para terminar a produção do jogo.

Jogabilidade


Seguindo o estilo de seus antecessores, Super Smash Bros. Brawl usa um sistema de batalhas diferente de outros jogos de luta. Escolhendo entre vários personagens jogáveis, um a quatro jogadores lutam em vários estágios, cada um tentando nocautear seus oponentes para fora da tela. Ao invés de usar uma barra de vida, como muitos jogos de luta fazem, são usados marcadores de porcentagem. Esses mostram o dano recebido e variam de 0 a 999%. Quanto maior a porcentagem, mais longe o personagem é arremessado. Quando um personagem é nocauteado para fora dos limites da arena, o jogador perde uma vida ou um ponto, dependendo do modo de luta. O jogo pode ser jogado de quatro maneiras diferentes: usando-se o Wii-Remote virado de lado, com o Classic Controller, com o Wii-Remote e o Nunchuk ou o controle de GameCube. Brawl também inclui um função que porporciona ao jogador criar uma configuração de movimentos diferentes usando seu nome escolhido.

Personagens


Super Smash Bros. Brawl apresenta 36 personagens jogáveis, sendo 12 deles novatos, 13 personagens que já apareceram em títulos ateriores da série e 12 personagens secretos. Alguns dos veteranos que apareceram em Melee sofreram mudanças no design devido às suas últimas aparições, como é o caso de Link e Fox McCloud. Samus Aran ganha uma segunda forma sem sua armadura chamada de Zero Suit Samus.

Séries representadas anteriormente receberam novos personagens, tais como Diddy Kong, da série Donkey Kong, e Meta Knight, da série Kirby. Outros novatos são os primeiros a representarem suas séries, como Pit, de Kid Icarus, Olimar, de Pikmin, e Wario, da série WarioWare. Solid Snake, protagonista da série Metal Gear, da Konami, e Sonic the Hedgehog da série homônima da SEGA são os primeiros personagens de third-parties a serem incluídos em um título de Super Smash Bros.

Certos personagens têm peculiaridades, como o Treinador Pokémon, que usa seus três Pokémon para lutar, e Lucario, que tem sua base de dano originada de seu próprio; e outros que acabam usando ataques semelhantes ou iguais a outros, como Falco Lombardi, que usa exatamente os mesmos ataques que Fox, e Toon Link, uma versão menor, porém mais rápida de Link. O Final Smash de cada personagem também tem certos efeitos diferentes, como o de Bowser, que o torna invencível, ou o de Kirby, que cozinha todos os personagens e itens no estágio.

Há duas maneiras de destravar um personagem em Brawl. Uma delas é lutar um certo número de batalhas para que o personagem apareça, obrigando o jogador a lutar contra ele e vencer para destravá-lo. A outra maneira é encontrar esse personagem em The Subspace Emissary e fazê-lo juntar à equipe, sem a necessidade de lutas. Porém, a segunda via de habilitação de um personagem não se aplica aos três últimos que são destravados: Toon Link, Jigglypuff e Wolf O'Donnell.

Recepção


Super Smash Bros. Brawl, em seu lançamento, recebeu muitas críticas positivas. Os editores da revista japonesa Famitsu concederam a Brawluma nota perfeita, tornando-o o sétimo jogo a receber tal nota, devido à profundidade do modo solo, à imprevisão dos efeitos dos Final Smashes e à dinâmica dos personagens. A revista americana Nintendo Power também concedeu a Brawl uma nota perfeita, sendo chamado de "um dos melhores games já produzidos pela Nintendo." O site GameSpot comentou que "seus controles simples e o gameplay são muito bem acessíveis aos novatos."

No Brasil, Brawl recebeu nota máxima nas duas revistas oficiais da Nintendo no país. Na Ninten

Navegação em palavras-chave:

Desenvolvedora: Sora
Publicadora: Nintendo
Gênero: Ação / Luta / Crossover
Console: Wii
Ano: 2008

plataforma saga texto